SEM POSTO E SEM SAÚDE

Publicado em Atualizado em

 

Lábrea AM, 21 de dezembro de 2010 – Enquanto a obra  do posto de saúde em construção na barra limpa ou local chamado “tira barro”  vai fazendo aniversário, a saúde também vai se arrastando em mais um ano sem a total atenção das autoridades do nosso munícipio que evidentemente dentro da normalidade  é prioridade em qualquer sociedade constituída. A  placa na foto ao lado diz claramente: inicio da obra: 27/11/2009, entega da obra: 27/05/2010, geração de empregos : 100, valor da obra: R$ 189.000,00 (cento e oitenta e nove mil  reais). Então é bom observar que a foto foi tirada exatamente em 07/04/2010 gerando assim uma desconfiança da idoniedade da execução da obra por parte dos seus executores. Podemos ver que se segue a passos de jabuti. Também quando foi tirada a foto se constatou que não havia nenhum trabalhador tocando a obra, e nos dias em que se alternava o que se percebia é que as vezes  em alguns dias se via algum operário executando o trabalho evidentemente no maxímo três homens, para uma placa que diz 100 empregos sem dúvidas é de se questionar. A resposta  deste questionamento está bem delineada no art.8° da lei n.8.666,de 21 de junho de 1993 ,art.8: “A execução das obras e dos serviços deve programar-se sempre em sua totalidade, previstos seus custos atual e final e considerando os prazos de sua axecução. Paragrafo único – É proibido o retardamento imotivado da execução da obra ou serviço, ou de suas parcelas se existente previsão orçamentaria para sua execução total, salvo insuficiencia financeira ou comprovado motivo de ordem técnica, justificados em despacho circunstanciado da autoridade e que se refere o art.26 desta lei ; etc…” dessa forma como demonstrado os prazos estabelecidos de início e conclusão da obra constante do plano de trabalho devidamente formalizado, devem englobar a execução completa do objeto do convênio, ou seja, todos os materiais além de já adquiridos, devem estar prontos em quantidade e qualidade conforme determina a legislasção, com finalidade de atender as necessidades da população do município. Além de atender as finalidades públicas do município, um dos objetivos latentes dos repasses financeiros frutos de convênio é a geração de renda no local da aplicação do numerário. Assim a consequência lógica é a criação de diversos empregos diretos e indiretos, antes, durante, e principalmente após a entrega da obra.

(FONTE: SECRETARIA DE CONTROLE EXTERNO DO TCE)

 E mais – Há evidências no local desta obra de foco de dengue,pois existem dentro do prédio (que já tem partes construidas) , latas  e poças de água que infiltram nas partes abertas quando se ocasiona chuvas mais fortes.    

 por: equipe Vazos do Purus®

4 opiniões sobre “SEM POSTO E SEM SAÚDE

    ROBERTA THOMAZIA disse:
    2010/12/23 às 21:23

    Realmente é lamentavel que a construção do posto de saúde do tira barro ainda esteja entregue ao abandono.Enquanto isso temos que acordar duas horas da madrugada para disputar ficha em outros postos.Peço como cidadã,que as autoridades tomem providência a respeito disso.

    Laranja disse:
    2010/12/28 às 21:56

    Com certeza esse éh mais um das centenas de problemas enfrentados pelo nosso municipio que deveria ser mostrado sim e o blog tah de parabéns pela transparência mais tem que mostrar, mostrar mesmo para que os outros fiquem sabendo da corrupção que ocorre em nosso municio e sabemos naum éh soh esse tem varios outros
    Vamos tentar mostrar aquele lah proximo do aeroporto bem antes na pista antiga lah tem um absurdo igual esse mostrado ai vamos esperar até que as autoridades menos corruptas tomem providencia né falow pessoal éh isso valeu!!!

    xico nery disse:
    2011/01/03 às 13:21

    Camaradas Combatentes, o sul do Amazonas continua sem a devida cobertura de nossos governos – desde os idos de 1988. A plástica do blog é bonita, porém, precisa interagir coma formação de novos cidadãos. Por exemplo, “vomitando” não só temas secundários, mas, fatos que envolvem a política local; do tipo o assassinato brutal do eterno lider político Gilberto Sampaio. Cadê os mandantes? Dois dos assassinos, com ninho em Porto Velho, já teriam ido “conversar” com São Pedro. Outros casos, como a invasão do agronegócio madeireiro e energético rondoniense em nossas terras é agravante à cada dia, porque roubam nossas riquezas e empobrecem ainda mais nossa gente. O governador Omar Aziz deve olhar seus olhos, também, para o sul de Canutama (via Br-319). Lá, desde a Vila Miséria no Km 80 (sentido Humaitá-Porto Velho), principal braço do Rio Açuã e Mucuim, o roubo de terras, madeira, essências e pistolagem é tanta que, nossa gente jovem está migrando para Porto Velho e enveredando na cachaça, nas drogas, na prostituição forçada em casas noturnas etc. Reajam! Façam alguma coisa! Cadê os deputados Átila Lins (PMDBP), Rebecca Garcia (PP) e os senadores Eduardo Braga (PMDB) e Vanessa Graziotin (PC do B)?Já chega de jornalistas amazonenses covardes e mamadores das tetas do Governo. Nãoa cham?!! Todos à luta! Xico Nery, Amazônias (nos Países Andinos e Região Central de RO e Alto Acre).

    vazosdopurus respondido:
    2011/01/24 às 18:24

    AMIGOS, PASSEI DE NOVO LÁ NA FRENTE DO POSTO ESTÁ DO MESMO JEITO. ALIÁS, NÃO TINHA NINGUEM TRABALHANDO NA OBRA. PAROU DE VEZ. E O QUE SÓ SE VÊ É UMA LAGOA BEM NA FRENTE…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s