Boca do Acre: atividade moveleira de está ameaçada

Publicado em

A atividade moveleira em Boca do Acre está seriamente ameaçada por conta de um ultimato dado por órgãos ambientais do país, IBAMA e ICMBio. A exigência é que as movelarias e serrarias do município apresentem a Licença de Operação e o Documento de Origem Florestal. Segundo Aldário Silva de Noronha, pequeno empresário do ramo de movelaria, artesão e presidente do Sindicato da Indústria Madeireira de Boca do Acre, esses documentos são expedidos sob a responsabilidade do IPAAM. Aldário ressaltou ainda que passado o prazo e não cumprida a exigência, uma ação repressiva já foi anunciada, chegando ao ponto de fechar as empresas que não se adequarem e isso vai significar a demissão de inúmeras pessoas. Noronha disse que desde 14 anos de idade que exerce a profissão. De acordo com ele o setor gera aproximadamente 300 empregos diretos e 1200 empregos indiretos em 34 microempresas. É um comércio que movimenta mais de 200.000,00 por mês. “Pedimos aos nossos governantes que olhe para esta classe de trabalhadores, para que possamos continuar a trabalhar e sustentar nossas famílias”, disse Aldário.

fonte: Portal do Purus, escrito por Agostinho Alves

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s