VOTAR, UMA SABEDORIA POPULAR

Publicado em

Hoje segunda feira dia 8 de outubro de 2012, um dia depois das eleições municipais o que mais se ouve pelas ruas da cidade é a velha frase afirmando que o povo não sabe votar.


Isso é uma inverdade, pois o povo sabe votar sim. E esse conhecimento é tão apurado que o povo sempre elege quem não deveria.

Se afirmativa fosse verdadeira, ou seja, se o povo não soubesse votar, dentre os erros haveria acertos como quem faz uma prova de marca X usando uma moeda e marcando a resposta de acordo com o resultado do cara ou coroa.

Ledo engano o povo sabe tudo de eleição, sabe quem compra voto, sabe o valor do voto, sabe tudo sobre as tramóias eleitoreiras e os tramites ilegais.

O povo, além disso, sabe guardar segredo, pois nunca denuncia o candidato que lhe comprou voto, sabe fingir, alguns até parecem que fizeram faculdade de artes cênicas, pois, seguram a bandeira de um e vende o voto para outro, o povo sabe tanto de eleições que tira proveito da situação, vendendo o voto pra dois ou mais candidatos.

O povo sabe tudo de eleição, são tantas experiências e os candidatos sabem do que o povo sabe, dar exatamente o que o povo quer, diz exatamente o que o povo quer ouvir, mesmo sabendo que o candidato saibam que é tudo mentira.

O povo é tão expert em eleições que durante o período não eleitoral fala mal dos políticos, mas quando chega o período eleitoral o político fica amigo do povo, defensor do povo, e o povo que em sua grande maioria falava mal dos políticos, dizia não querer saber de política, abraça os candidatos, idolatra, não importando o que eles tenham feito, ou o que deixaram de fazer durante seus mandatos, pois em época de eleição, todo político é perdoado.

Esse povo que diz não gostar de política, que critica os políticos, que dizem não saber votar, transforma o processo eleitoral numa disputa, num jogo cruel, com dois ou mais times, onde as paixões se afloram, gritam, fazem carreatas e passeatas, até brigam, até chegar o dia da eleição e tem a certeza do que vai fazer na urna, ainda há os que saem dizendo perdi meu voto.

Eleição em nosso Brasil é um jogo e nesse jogo só um jogador ganha sempre o candidato, pois, a bola é o povo, a trave a urna.

E hoje dia seguinte as eleições os eleitos, dão aquele chute no… povo. Mas não se preocupe não, daqui a dois anos tem outro torneio e o povo está lá esperando, pois nesse novo jogo o povo sabe muito bem a regras e prefere sempre ser a bola e se esquece de dar:

HONRA A QUEM TEM HONRA.

Por: João B. Silva

Fonte: Blog João Maguila

Leia Também:

Imagens da manifestação em frente do TRE de Lábrea

Uma opinião sobre “VOTAR, UMA SABEDORIA POPULAR

    HELCIO GONÇALVES DA SILVA disse:
    2012/10/15 às 10:38

    “ Encarta-se no princípio da legalidade o princípio da finalidade. Não se compreende uma norma, uma diretriz ou mesmo uma lei, sem entender qual o seu objetivo. Donde também não se aplica norma , diretriz ou mesmo uma lei, corretamente se o ato de aplicação carecer de sintonia com o escopo por ela visado. Implementar uma regra de direito não é homenagear exteriormente sua dicção, mas dar satisfação a seus propósitos. “

    É pois com esta convicção que citamos varias vezes RUI BARBOSA ** … de tanto ver triunfar as nulidades de tanto ver agitar-se o poder nas mãos dos maus o homem chega a desanimar-se da virtude a riri-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.

    Há no universo uma lei imutável a LEI DA ATRAÇÃO que sustenta os astros entre si e o principio dela derivado é de que cada coisa atrai seu semelhante assim honesto atrai honesto e desonesto atrai desonesto.

    Sendo o Municipio a Celula Mater da Organização Polico-Administrativa do Estado Brasileiro, torna-se capital o atual instante que o momento historico lhe reserva, pois é neste que os principios da Constituição Federal de Cidadania dignidade da pessoa humana e livre iniciativa podem ser aplicados a máxima eficácia , pois é nele que reside a juventude para com a qual há de se buscar o RESGATE ÉTICO DA DÍVIDA CRIADA PELAS GERAÇÕES QUE A ANTECEDERAM POR HAVEREM PERMITIDO A SUA VULNERABILIDADE AOS DESONESTOS E ANTI- ÉTICOS QUE CAUSARAM E CAUSAM OS DESACERTOS SOCIAIS HOHE ASSISTIDOS.

    DA QUOD JUBES ET JUBES QUOD VIS ? AT USQUE APPROBATTI POPULO PACIENTIA NOSTRA ? QUO VADIS DOMINI ?

    HELCIO GONÇALVES DA SILVA
    LABREA – AM
    sgh.60@hotmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s