Deputados questionam concessão de passaporte diplomático a evangélicos

Publicado em

 Dep. Dr. Rosinha (PT-PR)

Dr. Rosinha: líderes religiosos representam apenas parte da sociedade.

Parlamentares questionam os motivos que levaram o Ministério das Relações Exteriores a conceder, neste mês de janeiro, passaportes diplomáticos para diversos líderes evangélicos.

O deputado Dr. Rosinha (PT-PR) destaca que o Brasil é um Estado laico e que líderes religiosos representam apenas parte da sociedade que segue aquela religião.

“O passaporte diplomático deve ser reservado às autoridades efetivamente reconhecidas pelo Estado brasileiro e pela sociedade. Um religioso pode ser uma autoridade reconhecida pelo Estado brasileiro, mas não é reconhecido pela sociedade em geral, não importa de que religião ele seja”, disse o deputado.

O passaporte diplomático é originalmente destinado ao presidente e ao vice-presidente da República, a ministros de Estado e a membros do Congresso Nacional e da carreira diplomática. O Decreto 5.978/06, porém, ampliou o número de autoridades que podem receber o documento, desde que as pessoas viajem por interesse do País.

Interesse nacional
A presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), disse que a dúvida é justamente se os líderes religiosos se enquadram nessa categoria de atuar em nome do interesse nacional. Ela afirmou que vai enviar um pedido de informações ao Itamaraty, com o objetivo de conhecer as justificativas para conceder o passaporte diplomático a religiosos.

Brizza Cavalcante
Perpétua Almeida
Perpétua Almeida: ministério precisa explicar se passaportes são realmente de interesse nacional.

“Os parlamentares têm interesse de saber quais são os motivos que estão levando o ministério a conceder tantos passaportes além da legislação. E, inclusive, os motivos que levaram ao pedido desses passaportes, até onde eles são realmente de interesse nacional”, disse a deputada.

Pessoas com o passaporte diplomático conseguem vistos mais facilmente e são dispensadas de algumas filas e revistas nos aeroportos. Com base na decisão do Itamaraty para líderes evangélicos, a Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) solicitou na semana passada o passaporte para seus integrantes, argumentando que também representam interesses de brasileiros no exterior. O ministério informou que o pedido da associação será analisado.

Fonte: Câmara Notícias

 

Uma opinião sobre “Deputados questionam concessão de passaporte diplomático a evangélicos

    HELCIO GONÇALVES DA SILVA disse:
    2013/01/24 às 08:23

    PASSAPORTE DIPLOMATICO PARA RELIGIOSO ? E O CIDADÃO COMUM QUE ENFRENTA FILA CHECK-IN E PAGA IMPOSTOS E PASSA PELO CRIVO DA POLICIA FEDERAL ?
    HA NO PLANETA N RELIGIÕES DESDE A TRIBAL ATÉ AS DA EVIDENCIA CATOLICA EVANGELICOS TODAS QUERENDO A HEGEMONIA.
    PASSAPORTE DEIPLOMATICO É PARA OS QUE FORAM ELEITOS PELO VOTO POPULAR.
    RELIGIOSOS QUEM OS ELEGEU E QUANTOS FORAM OS VOTOS ?
    QUE VERBAS RECEBEM E QUE PROJETOS EXECUTAM
    E EXPLIQUEM OS BALANÇOS PATRIMONIAIS LIQUIDOS EM FRANCA ASCENÇÃO.
    HELCIO GONÇALVES DA SILVA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s