Meu Nome Não É Joesley

A delação ultra-premiada dos sertanejos bilionários me deu ânsias de vômito. O que eu digo aos meus filhos agora ?

Meu pai trabalhou durante quase quarenta anos e não acumulou um bilionésimo do patrimônio dos irmãos Joesley e Wesley. Meu tio Lindonor Motta foi um dos pioneiros do petróleo no Brasil, depois encheu o saco da Petrobrás e abriu uma empresa de tubos de cimento. Não acumulou nem um milionésimo do patrimônio dos irmãos que rimam no nome.

Meu pai e meu tio não viveram o suficiente para assitir o espetáculo macabro que hipnotizou o país nos últimos dias. Em cenas filmadas em um escritório que poderia ser de uma firma de contabilidade, um sujeito com roupas caras e um corte de cabelo cafona conta como comprou todos os tipos de políticos com propinas milionárias.

Ele está confortável, como se estivesse em uma mesa de bar. O tom geral é de deboche. O leve sorriso no rosto às vezes se transforma em uma gargalhada. Dá vontade de vomitar. Eu não consigo assistir muito tempo.

Um país que achava que já tinha visto de tudo de repente constata que não sabia de nada. Está tudo podre, tudo e todos. Senadores, deputados, ministros e presidentes não passam de fantoches, marionetes patéticas manipuladas com malas de dinheiro.

Foi tudo uma gigantesca farsa. Enquanto íamos às ruas e nos degladiávamos com os extremistas e pelegos para derrubar a presidenta apedeuta e construir um país melhor, políticos de todos os partidos e de todas as correntes gravitavam em torno de meia dúzia de mafiosos travestidos de empresários.

Uma conta no exterior pra Dilma, outra para o Lula. Uma mala de dinheiro pro Aécio. Uma mesada para Cunha.

“Tem que manter isso, viu?”

Os nossos maiores líderes políticos se revelaram garotos de programa, sempre à espera do chamado para vender sua alma e seus serviços ao melhor pagante.

Sem nenhum pudor. Sem nenhuma discrição. Sem nenhuma consequência.

Não foi House of Cards e nem House of Cunha. Foi House of Whores.

Vergonha. Desgraça. Horror.

O que eu digo aos meus filhos ?

Como se explica que o homem do corte de cabelo cafona é multibilionário, tem empresas mundo afora, apartamento em Nova Iorque, divídas gigantescas com o BNDES e provavelmente jamais pagará pelo que fez ?

Como eu explico isso ao soldado PM que patrulha a minha rua, que tem salários atrasados desde o ano passado e faz dívidas impagáveis no cartão de crédito para comprar comida ?

O Brasil é um país inventado onde o Estado chegou primeiro que o povo. A primeira instituição criada no Brasil foi um posto alfândegário. “Aqui qualquer um pode ser subornado”, disse Charles Darwin quando passou pelo Rio de Janeiro em Julho de 1832. O Quinto cobrado pela Coroa Portuguesa da colônia virou os mais de 50% cobrados pelos parasitas que infestam a vida do brasileiro. Nossos sindicalistas usam Rolex. Os ativistas de esquerda defendem um Estado cada vez maior e mais guloso. A carga infinita de impostos é necessária para sustentar a fome insaciável de todos os Wesleys, Dilmas, Lulas e Aécios.

As grande sociedades modernas foram construídas em cima de catástrofes: a guerra civil americana, a primeira e segunda guerras mundiais na Europa. Será essa a catástrofe do nosso país? Será esse o fundo do poço ? Ou será que ainda temos um estoque infinito de Wesleys, esperando nos corredores de Brasília, com histórias de encontros escusos, malas de dinheiro e diálogos que envergonham nossos pais e nossos filhos ?

Somos um país viável, ou apenas um grande negócio de um frigorífico ou de uma construtora ?

Eu volto para a frente da televisão e me forço a assitir o máximo que posso. Depois levanto e vou vomitar.

Deus tenha piedade do Brasil.

Anúncios

Sobre vazosdopurus

Vasos do Purus é um canal alternativo de mídia criado com o objetivo pautado na área política, social e comunitária em toda a calha do Purus, estado do Amazonas e a nível nacional.
Esta entrada foi publicada em Geral. ligação permanente.

4 respostas a Meu Nome Não É Joesley

  1. Mariana diz:

    Você esqueceu dos bancos e do capital internacional que nos abocanha enquanto não damos ao Lula seu lugar de respeito. Wesley fez, sinceramente, o que a Odebrecht ainda não fez. Proteger a indústria nacional, a honra dos chefes de estado e a sua própria família. É um golpe, senhor, é disso que se trata. E se Dilma voltar, aí sim, retornamos à vida democrática, pois foi por enfrentar esta corja PMDB, PSDB, DEM e outros, assim como grande parte da população redondamente enganada, que ela foi afastada. Diga aos seus netinhos que muito provavelmente o senhor foi enganado pela grande mídia daquele tempo e esteve do lado errado da história. Eu acho que o tempo vai demonstrar que estamos à mercê do capital e não defendendo o trabalho, foi para isso que Lula se elegeu, e que cumpriu, na medida do possível, pois é duro satisfazer a fome do capitalismo e dar de comer, vestir, morar e estudar ao trabalho no Brasil.

  2. HELCIO GONÇALVES DA SILVA diz:

    MEU AVÔ JÁ DIZIA QUE É MUITO MIÓ DÁ UM ARROXINHO NO MAIS GRAÚDO QUE É PRA NOIS NUM FICÁ INSBARRANDO NA PRICISÃO. OIA QUI PROFUNDIDADE POLITICA HEIN ?
    SAUDAÇÕES
    HÉLCIO GONÇALVES DA SILVA
    LABREA – AMAZONAS
    B R A S I L

  3. Mirtes M. Cohen diz:

    Você esqueceu dos baqueiros e dos investidores internacionais que nos abocanham enquanto não damos ao Lula seu lugar de respeito.

  4. Mirtes M. Cohen diz:

    http://www.tijolaco.com.br/blog/adeus-aecio
    E Lula merece o meu respeito. E Dilma também.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s