Últimas actualizações de eventos

SEM POSTO E SEM SAÚDE

Publicado em Atualizado em

 

Lábrea AM, 21 de dezembro de 2010 – Enquanto a obra  do posto de saúde em construção na barra limpa ou local chamado “tira barro”  vai fazendo aniversário, a saúde também vai se arrastando em mais um ano sem a total atenção das autoridades do nosso munícipio que evidentemente dentro da normalidade  é prioridade em qualquer sociedade constituída. A  placa na foto ao lado diz claramente: inicio da obra: 27/11/2009, entega da obra: 27/05/2010, geração de empregos : 100, valor da obra: R$ 189.000,00 (cento e oitenta e nove mil  reais). Então é bom observar que a foto foi tirada exatamente em 07/04/2010 gerando assim uma desconfiança da idoniedade da execução da obra por parte dos seus executores. Podemos ver que se segue a passos de jabuti. Também quando foi tirada a foto se constatou que não havia nenhum trabalhador tocando a obra, e nos dias em que se alternava o que se percebia é que as vezes  em alguns dias se via algum operário executando o trabalho evidentemente no maxímo três homens, para uma placa que diz 100 empregos sem dúvidas é de se questionar. A resposta  deste questionamento está bem delineada no art.8° da lei n.8.666,de 21 de junho de 1993 ,art.8: “A execução das obras e dos serviços deve programar-se sempre em sua totalidade, previstos seus custos atual e final e considerando os prazos de sua axecução. Paragrafo único – É proibido o retardamento imotivado da execução da obra ou serviço, ou de suas parcelas se existente previsão orçamentaria para sua execução total, salvo insuficiencia financeira ou comprovado motivo de ordem técnica, justificados em despacho circunstanciado da autoridade e que se refere o art.26 desta lei ; etc…” dessa forma como demonstrado os prazos estabelecidos de início e conclusão da obra constante do plano de trabalho devidamente formalizado, devem englobar a execução completa do objeto do convênio, ou seja, todos os materiais além de já adquiridos, devem estar prontos em quantidade e qualidade conforme determina a legislasção, com finalidade de atender as necessidades da população do município. Além de atender as finalidades públicas do município, um dos objetivos latentes dos repasses financeiros frutos de convênio é a geração de renda no local da aplicação do numerário. Assim a consequência lógica é a criação de diversos empregos diretos e indiretos, antes, durante, e principalmente após a entrega da obra.

(FONTE: SECRETARIA DE CONTROLE EXTERNO DO TCE)

 E mais – Há evidências no local desta obra de foco de dengue,pois existem dentro do prédio (que já tem partes construidas) , latas  e poças de água que infiltram nas partes abertas quando se ocasiona chuvas mais fortes.    

 por: equipe Vazos do Purus®