INSS

Chico Preto cobra explicações do INSS sobre concessão de benefícios no interior

Publicado em Atualizado em

Manaus , 5/8/2011

O deputado estadual Marco Antônio Chico Preto (PP/AM) esteve reunido na manhã da última quarta-feira, 3 de agosto com o  chefe do Serviço de Atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Amazonas ,Bérgson Benjamin, e cobrou providências para agilizar a concessão de beneficios previdenciários no interior do estado, particularmente em Tapauá e Nova Olinda. Durante o encontro ficou acertado que na segunda-feira, 15, a partir das 9 horas, vai ser realizada uma audiência pública na Assembleia para o esclarecimento dos trabalhos realizados pelo INSS, tanto na capital quanto no interior, e dos principais problemas enfrentados. No encontro com o líder da maioria na Assembleia, Bergson pontuou as ações colocadas em prática pelo INSS e assegurou que no próximo domingo um perito estará chegando a Tapauá e retomará a análise dos processos.

Informes

Chico Preto revelou ter sido informado pelo prefeito de Tapauá, Carlos Gonçalves, e pelo vereador Altevir Nascimento, que mais de 200 pessoas estavam aguardando uma posição do INSS sobre os seus pedidos de obtenção de benefícios e não conseguiam informações precisas no municpipio. Bergson reconheceu que no Amazonas a demanda é elevada por perícia médica e análise social, mas assegurou que os problemas registrados em alguns municipios vão ser superados, porque o INSS está trabalhando neste sentido.“Nós estamos trabalhando e caminhando no sentido da excelência, mas os problemas existem”, afirmou, destacando que ninguém precisa de intermediários para obter os beneficios concedidos pelo INSS.

fonte: gabinete do deputado Chico Preto

Mais -> Ministério Público vai acompanhar de perto relatório sobre sistema de telefonia no interior

Anúncios

Ladra e corrupta: A maior fraudadora do INSS foi contratada pelo governo do Rio de Janeiro

Publicado em Atualizado em

Vários blogs e noticiários do Rio vêm afirmando que Jorgina de Freitas, a maior fraudadora da história do INSS, que ainda cumpre pena de prisão em regime semi-aberto, desde o ano passado está trabalhando todos os dias no CEDAE, que é a empresa estatal de águas do Rio de Janeiro.Ela foi contratada – pasmem – para ser assessora do Presidente Wagner Victer. Jorgina de Freitas é ex-procuradora do INSS, que em 1992, foi condenada junto com o juiz Nestor José Nascimento e o advogado Ilson Escóssia por fraudes que desviaram R$ 310 milhões do INSS, e presa na Costa Rica após ter fugido do Brasil. O jornalista Cláudio Humberto escreveu há algum tempo em sua coluna distribuída para vários jornais: “Que tipo de assessoria Jorgina de Freitas pode estar prestando a Wagner Victer? Bem, de água ela não entende, mas de fato, é inegável, passou uma boa parte da sua vida ‘chafurdando no esgoto’, desviando dinheiro dos aposentados e pensionistas deste País. Também não podemos esquecer que, se na Secretaria de Saúde o ‘mar de lama’ se espalhou, na CEDAE é um ‘mar de esgoto’, de tantas irregularidades praticadas na gestão de Wagner Victer…”

do blog: O Diário , de Londrina PR

Indignação dos segurados pelo mau atendimento na APS – Agência da Previdência Social em Lábrea

Publicado em Atualizado em

Como bem nos diz o professor Diógenes Barbalho ele vê “inversão de valores nas advertências”, por exemplo: “Os órgãos públicos precisam aprimorar o atendimento a população e não constranger o contribuinte com avisos ameaçadores”. Então , pegando o gancho do ilustre professor Diógenes , percebe-se que os tratamentos dispensados à população por alguns servidores de órgãos públicos vêem-se , quanto as placas que, citando artigos de código penal , ameaçam penalizar as pessoas que destratarem servidores públicos . Essa medida representa uma inversão de valores. A revolta do cidadão, quando por algumas vezes destrata um ou outro servidor público, decorre do tratamento ruim que recebe nos órgãos públicos, para onde recorre em busca de amparo. Ameaçar penalizar o cidadão que se revolta por não ter os seus direitos respeitados é incorrer contra a democracia e o livre acesso aos órgãos governamentais. O melhor seria que as repartições públicas aprimorassem o atendimento ao público. Quando o servidor público cumpre o papel para o qual foi designado e a instituição atende a população como bem deveria fazer, certamente não haverá descontentamento. O anúncio de penalizar quem se revolta por ser mal atendido é uma afronta ao cidadão, não é assim que se recebe às pessoas, reiteramos.  Então, como já vimos que maus tratos é via e mão dupla clamamos que haja mais respeito com os cidadãos. Damos ênfase a APS – Agência da Previdência Social em Lábrea, essa tem sido uma porta de bronze àqueles que tanto labutaram na agricultura e que por falta de papel, ou melhor, provas para o pedido, são destratadas, humilhados e ficam sem esperança de ter em mãos um beneficio que lhes assiste, e que a Constituição Federal declara ser um direito quando diz: O TEMPO DE SERVIÇO já descrito, nas lides agrícolas, como roçados, plantio, colheita. Esquecem os responsáveis pela APS – Lábrea que os direitos dos cidadãos estão amplamente assegurados pela legislação o que infelizmente não é respeitado.

A pessoa responsável pela APS neste município costuma destratar a maioria dos segurados, humilhando de todas as formas como se os mesmo estivessem ali pedindo um favor, como se fosse algo que não fosse um direito garantido pela Constituição Federal.

por: Vazos doPurus

Mais Informações sobre INSS:

Barcos do INSS retomam atendimento na Bacia Amazônica no dia 5