Justiça

“FAXINA GERAL”: PF prende sete prefeitos do estado do Piauí por desvio de recursos públicos

Publicado em Atualizado em

      A Polícia Federal, juntamente com a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério Público Federal (MPF), realizou durante todo o dia de ontem, em vários municípios do interior do Piauí e na capital do estado, Teresina, a “Operação Geleira”, com objetivo de desarticular uma rede de comercialização de notas fiscais frias e desvio de recursos públicos em várias prefeituras. O prejuízo é estimado em cerca de R$ 20 milhões. Em apenas três prefeituras (Landri Sales, Uruçuí e Eliseu Martins), o rombo foi de R$ 5 milhões.

Foram presos ao menos sete prefeitos, além de mais de 20 servidores municipais e empresários ligados às 33 empresas envolvidas no esquema criminoso. Todos foram transferidos para a sede da Polícia Federal do Piauí, em Teresina.

Também foram levados documentos (a maioria, balancetes contábeis) e computadores da Planacon (Empresa de Planejamento e Consultoria), de Teresina. A empresa presta consultoria a centenas de municípios do Piauí.

De acordo com a PF, o grupo desviava recursos federais destinados aos municípios, por meio de transferências automáticas (constitucionais) ou voluntárias, para aplicação, principalmente, em programas nas áreas de educação e saúde.

Os primeiros indícios da atuação do grupo criminoso foram levantados pela CGU em 2008, em fiscalizações decorrentes do Programa de Fiscalização por Sorteios.

A “Operação Geleira” – uma das maiores da PF realizadas até hoje no Nordeste – contou com 325 policiais federais de vários estados e 28 servidores da CGU, que deveriam cumprir 84 mandados de busca e apreensão e 30 de prisão na capital e no interior do Piauí. A PF utilizou aviões e veículos descaracterizados para transportar os presos para Teresina.

Entre os prefeitos presos estão Joedison Alves Rodrigues (PTB, gestor do município de Landri Sales); Teresinha de Jesus Miranda Dantas Araújo (PSDB, de Eliseu Martins); João Dias Ribeiro (PMDB, de Várzea Branca); Bismarck Santos de Arêa Leão (PTB, de Miguel Leão); Valdir Soares da Costa (PT, de Uruçuí); Isael Macedo Neto (PTB, de Caracol) e Jorge de Araújo Costa (PTB, de Ribeira do Piauí).

Um dos mais de 80 mandados de busca e apreensão foi cumprido na Assembleia Legislativa do Piauí. Lá os policiais revistaram o gabinete da deputada Ana Paula Mendes Araújo (PMDB), ex-prefeita de Sebastião Leal (sul do estado), de onde levaram vários documentos.

fonte: http://www.jornalpequeno.com.br

Prefeito de Tapauá tenta voltar pra Prefeitura a qualquer custo

Nota Publicado em Atualizado em

Postado por TapauaNews em dez 28th, 2010 

        De acordo com informações, o pedido do Prefeito Elivaldo Herculino dos Santos e seu vice Francisco Cássio Nunes Brandão para retornar a Prefeitura de Tapauá, ja foi dado entrada e está com a Desembargadora Maria das Graça Figueiredo, nada mais e nada menos do que a Presdiente da Corte do TRE-AM. Será que um Prefeito que ja foi afastado tres vezes do cargo, ficou foragido, foi preso, e foi comprovado que se beneficiou de um desvio de R$ 671.411,00 dos cofres da prefeitura de Tapauá, receberia mais esse presente da Corte do TRE-AM, dessa vez da desembargadora e presidente Graça Figueiredo. Acredito que não. Ao inves de retornar o prefeito Véi pro cargo, a desembargadora vai é tirar o mofo e a poeira daquele processo da Eleição Complementar de Tapauá que tá engavetado em uma das gasvetas dos armários da presidencia, e vai marcar a eleição complementar em Tapauá. Até por que o CNJ ja foi acionado a respeito dessa situação de Tapauá, e em especial a respeito da Eleição Complementar, que ja foi realizada em todos os municípios, que deveria ser, menos em Tapauá, que não se sabe o motivo, ainda não foi marcada. Ou você sabe o motivo? Com a palavra a Desembargadora Graça Figueiredo, Presidente do TRE-AM.

fonte: http://tapauanews.com.br