Remédios vencidos

Lábrea: Remédios vencidos de uma saúde estragada

Publicado em Atualizado em

Lábrea – 04 de agosto de 2011

No dia 27/04/2011 lançamos uma matéria com o titulo Lábrea: o que se diz na Câmara dos Vereadores e a verdade nua e crua dos fatos  Em que o edil presidente da câmara de Labrea, Evaldo Gomes alegava em um discurso na tribuna (desabafo) e que alegava que o valor da
arrecadação que entra no município é pouco, leia o trecho do pronunciamento “Então quero aqui dizer que muito tem sido criticado o nosso governo e nós temos certeza que não vamos atingir a condição de atender a população em tudo aquilo que eles querem, porque são muitas coisas  e o município tem uma arrecadação pequena e temos certeza que não vamos conseguir fazer a população entender aquilo que eles falam e não temos condição de fazer…”

VAZOS DO PURUS rebateu esse pronunciamento mostrando uma tabela de valores que saiu para o município de Lábrea em 2010. E não poderíamos deixar de frisar neste momento oportuno o valor especifico que saiu para a saúde do ano de 2009, 2010 e primeiros cinco meses de 2011.

ANO DE 2009 – SAÚDE: R$ 3.077.902,58

Saúde da Familia-SF————————————–724.200,00

Saúde Bucal-SB————————————–159,750,00

PAB Fixo ———————————————711.205,58

Núcleo de apoio a saúde da Família– NASF——60.000,00

Incentivo Financeiro de Inclusão do Microscopista na atenção básica———–17.430,00

Incentivo de Implantação aos núcleos de apoio a  Saúde da Familia-NASF—-20.000,00

Incentivo de atenção básica dos povos indígenas———————————-858.000,00

Incentivo adicional do microscopistana atenção básica————–3.486,00

Incentivo adicional ao programa de agentes Comunitários de saúde——–46.872,00

Agentes comunitários de Saúde –  ACS———————————-476.959,00

 

ANO DE 2010- SAÚDE: R$ 3.994.963,12

Saúde da Familia-SF———————————————————902.400,00

Saúde Bucal-SB————————————————————-217.000,00

PAB Fixo ———————————————————————778.944,00

Núcleo de apoio a saúde da Família– NASF—————————260.000,00

Incentivo Financeiro de Inclusão do Microscopista  na atenção básica———-47.628,00

Incentivo de atenção Básica aos povos indígenas————————-858.000,00

Incentivo adicional PSF   ——————————————————-20.000,00

Incentivo adicional do microscopista na atenção básica——————4.284,00

Incentivo adicional ao programa de agentes Comunitários de saúde—–77.112,00

Compensação de especialidades   Regionais——————————11.939,12

Agentes comunitários de Saúde -ACS———————————-817.656,00

 ANO 2011-SAÚDE: 1.981.890,11–*valores liberado de janeiro a maio.

Agentes comunitários de Saúde – ACS———————————-388.080,00

Centro de especialidades odontológicas——————————19.800,00

CEO – Centro de especialidades odontológicas————————13.200,00

Compensação de especialidades Regionais—————————59.695,00

Incentivo de atenção Básica aos povos indígenas——————–468.000,00

Incentivo Financeiro de Inclusão do Microscopista na atenção básica———18.270,00

Núcleo de apoio a saúde da Família – NASF————————————-80.000,00

PAB Fixo –  —————————————————————————334.686,50

Piso fixo de vigilância e promoção da Saúde PFVPS—————————120.505,83

Programa de assistência farmacêutica Básica———————————100.452,18

Saúde Bucal-SB———————————————————————72.000,00

Saúde da Familia-SF————————————————————–307.200,00

Fonte dos Dados: Gabinete do deputado Sidney Leite.

Novamente em outra parte do pronunciamento do Edil presidente da câmara ele diz:

 “Então eu não consigo entender como é que Lábrea tem andado pra trás, se Lábrea o prefeito acabou de construir uma unidade de saúde pra levar a saúde aos nossos irmãos ribeirinhos do interior.”

E novamente o VAZOS DO PURUS rebateu dizendo:

O que parece o prefeito resolveu construir alguma coisa útil aos nossos irmãos ribeirinhos, mas deixando a desejar no que diz a respeito da saúde na cidade, pois começou a construção de dois postos de saúde, um no tira barro, que nós mesmos denunciamos ao TCE e outro na Praça de alimentação próximo a fabrica de gelo e que já fizeram aniversário e não tiveram a construção concluída sendo que foi liberada as verbas do convenio.

A principio pensava até que essa unidade de saúde iria sim, funcionar com total competência administrativa, mas acabamos por perceber que mais uma vez tudo fica a desejar e em total desprovimento funcional por não haver funcionários ao nível de exigência que cumpram as suas obrigações com compromissos e regras no atendimento obrigatório ao povo ribeirinho, sendo que o projeto é para assistencializar a população contemplada. Recebo inúmeras denuncias de atendimentos com total grosseria  por parte dos agentes do programa da unidade de saúde e fora de horário. Por exemplo chegaram em comunidades depois de onze horas da noite e dizendo que quem quisesse ser atendido teria que ser naquele horário pois eles teriam que ir em embora após atendimento e não podendo pernoitar na comunidade para promover atendimento durante o dia naquela comunidade,e mostraremos em documento como tem sido precário o programa com baixo critério.

Veja abaixo as queixas dos ribeirinhos formalizadas em documentos aqui na cidade:

 

 

O município de Labrea tem sido foco da mídia no cenário nacional em varias áreas e principalmente na saúde e que citaremos as varias confusões proporcionadas por uma administração incompetente e sem compromisso com o ser humano.

Agora leia o pronunciamento do vereador Edenir na reunião da câmara no dia 20/05/2011:

Na pauta do dia 20/05/2011, O vereador Edenir disse que ele e o vereador José Raimundo
quando foram ao interior constataram que ouve melhoria na saúde, porém o atendimento fica a desejar, pois funciona às pressas e o medico não deixa a pessoa colocar o que sente.

Leia também o pronunciamento do vereador Bode Augusto na reunião da câmara do dia 03/06/2011:

Na reunião da câmara do dia 03/06/2011 no pronunciamento do vereador bode Augusto:
ele disse que o Barco da saúde foi até o interior a um custo de deslocamento altíssimo. E segue dizendo: “De quem e prá quem eles querem esconder o valor de uma viajem dessa?O prefeito esta passando a mão na cabeça de determinadas pessoas que infelizmente traz prejuízo pra ele tanto na questão moral como na questão política. Agora vejam senhores, o Barco gasta a mesma quantidade de inflamável prá ir até o final do município e voltar; ele pode passar cinqüenta dias e o custo é o mesmo, a não ser a questão da alimentação que é um pouco maior caro!Agora quem vai nela (viajem) vai no Barco ganhando por mês,ninguém vai por dia;e porque a pressa de retornar? Mau planejamento?Não sei. Qual é a pressa de voltar, o funcionário ou quem nele vai?Em vez de fazer um bom atendimento no interior e não deixar aqueles que precisam insatisfeitos?E com isso paga quem?O prefeito. Paga quem?A câmara de vereadores. Por quê? Porque se o custo prá ir é um que passe o tempo que for preciso e não apenas para aparentar que esteve no interior tratando do nosso amigo ribeirinho. Então muitas vezes o prefeito paga um preço alto,porque não gosta de contrariar aquelas pessoas que estão no seu convívio.Eu acho um erro muito grande porque não se deve administrar somente com o coração.Situações igual a essas que
acontecem,não deveriam acontecer.Se o prefeito agisse energicamente com seus funcionários.Porque quando ele diz pra nós que gasta N dinheiro na saúde,é verdade! Só que as pessoas o qual ele confia, fazem esse tipo de situação. O Barco gastou 200 MIL prá ir lá ao final do interior, mas não pôde esperar dois, três ou quatro dias prá fazer o atendimento. O medico que se desloca, o enfermeiro se desloca, o funcionário, todos eles ganham por mês. Se eles passarem 40 dias lá, não vai fazer diferença nenhuma, a não ser na questão da alimentação. Então o que esta faltando?É a administração na questão da saúde. Eu não sei, eu não consigo entender e às vezes eu penso até que seja; eu não acredito que o secretario ainda esteja usando o cargo que tem pra pagar compromisso político. Só pode ser isso. Porque quem esta por ele comandada, esta ali trabalhando e recebendo, porque a prefeitura não atrasa o pagamento. E se isso esta acontecendo, se é ele que determina a hora que o Barco retorna, certamente ele esta, entre Aspa, “de complô” ou querendo derrubar a moral do prefeito no interior, ou esta querendo pagar compromisso firmado na campanha passada. Então senhor presidente, senhores vereadores, é bom que nós vejamos o que esta acontecendo na questão da ida desse Barco quando ele vai pro interior, porque que tem que voltar tão rapidamente pra cidade?Porque se não trabalha lá, aqui também não vão trabalhar. Porque lá, quem está precisando de consulta, quem ta precisando de um medico, ta precisando de um dentista são filhos de
Lábrea, a qual somos todos nós aqui na sede do município.

 

Agora vejam cidadão labrense, como sempre os vereadores se comungam entre eles mesmos. Porque quando o vereador se dirige ao presidente da câmara pedindo que “observem o que está acontecendo, não seria uma atitude mais cabível do presidente da Câmara de pedir uma CPI?

 O edil vereador ataca e acusa  o secretário de saúde dizendo que o mesmo usa o cargo que tem, ou seja, a Secretaria de Saúde, para cobrir compromissos de campanha. Veja que não somos nós que estamos dizendo isso. E mais; o edil diz também que alguém quer esconder valores de despesa feitas pelo barco e logo mais adiante ele próprio relata um valor de gasto de R$ 200.000,00 , (DUZENTOS MIL) , numa viagem até o final do município somente no rio Purus para atendimento de saúde da população que deixa a desejar, com inúmeras reclamações e denúncias, como as que são relatadas aqui com denúncia e boletim de ocorrência da Polícia Civil. E finalmente, o próprio Vereador Bode Augusto acusa o prefeito de não agir com pulso firme devidamente e administrativamente com o seu Secretário de Saúde e conseqüentemente com o funcionalismo.

 Enquanto isso a população carente continua se arriscando ingerindo medicamento vencido com o risco de morte e outras complicações. Vasos do Purus acompanha o esclarecimento dos fatos aqui levantados.

Leia mais:

Empresário indignado diz: Quase mataram meu pai no Hospital de Lábrea