ULBRA

MEC publica suspensão de ingresso em cursos a distância da Ulbra

Publicado em Atualizado em

Brasília 12 de julho de 2011

O Ministério da Educação (MEC) publicou na edição desta terça-feira do Diário Oficial da União medida suspendendo o ingresso de novos alunos em cursos a distância da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra). No despacho, o MEC autoriza ainda a abertura de procedimento de supervisão para o descredenciamento de 193 polos de apoio presencial da instituição. Na sexta-feira passada, agentes da Polícia Federal (PF) cumpriram mandados de busca e apreensão no setor de ensino a distância da universidade, em Canoas (RS). Eles recolheram três malotes de provas depois de denúncia de um ex-servidor de que os alunos eram aprovados sem análise das questões dissertativas. De acordo com o MEC, a universidade ofereceu vagas em educação a distância em locais irregulares, firmou parceria irregular e não pediu recredenciamento. A universidade, que tem aproximadamente 90 mil alunos matriculados em cursos à distância, terá um prazo de 15 dias para se pronunciar sobre os problemas.

Na segunda-feira, o reitor Marcos Fernando Ziemer respondeu às denúncias apresentadas em reportagem do Grupo RBS. Segundo Ziemer, um processo administrativo foi aberto para investigar a acusação de que a instituição estaria lançando notas de alunos sem corrigir as provas.

do portal Terra